Céus! Sou uma acumuladora!

Esvaziar o armário, trocando todas aquelas roupas por 13 peças quase-idênticas já mudou muito a minha cabeça. E o engraçado foi que não percebi logo de cara! (eu achava que me conhecia e me percebia muito! Aham!) Não! Não foi assim… Eu comecei a sentir um desconforto muito grande com as “coisas” nos armários. Todo armário que abro tem MUITA COISA. Algumas não são usadas há anos!!!

Para!

– Tenho coisas que não uso há anos.

Você percebe algo estranho nesta afirmação? Bem, agora eu percebo. E fico muito assustada com isso. Como posso ter coisas entulhadas nos armários que nem mesmo uso? Estão ali nem para figuração, já que ninguém que vem ao meu apartamento as admira, como um objeto colecionável. Afinal, as benditas estão guardadas há anos no fundo de um armário.

Hoje, deu a louca na Bia! Aliás, eu sou a louca das garrafas, sabia? Não? Pois sou: amo garrafas e as guardo, querendo fazer algo diferente com elas. Já pensei em fazer luminárias, mas deixei pra depois, já que não descobri quem poderia furá-las para mim. (Até pesquisei no google como cortar e furar garrafas, mas achei impossível fazer isso no meu apertamento sem área de serviço decente!).

Isto posto, posso continuar: hoje, deu a louca na Bia. Olhei todas as garrafas guardadas em todos os cantos da casa e fiquei muito aflita. Eu não vou fazer nada com elas. Não agora. E não tem porquê guardá-las. Se eu levar a ideia adiante, posso conseguir outras garrafas, sem custo algum, em vários lugares. Então, as minhas se despedem hoje, e vão para a reciclagem na Light, para diminuírem minha conta de energia elétrica.

.garrafas

 

*alívio*

Sabe que dá um prazerzinho se livrar de algumas coisas?! Fato!

Garrafas para serem descartadas

 

>> ainda há muito o que ir embora…

Feature image credit: killkudzu via Visual Hunt / CC BY-NC

E você, o que pensa sobre isso?! Comente aí, vai...