Paz

Hoje, eu andei pelo Leblon.

Andei de uma maneira descompromissada, sem expectativas ou hora marcada.

E me esqueci da vida.

Enquanto adentrava pelas ruas do Leblon, mais fundo ia em mim mesma.

E assim, de dentro, vi a vida mais leve, me encontrei no silêncio d’alma. Aquele silêncio mágico que tudo diz.

– Não era pesado como os silêncios que precedem os esporros. Nem denso como as calmarias antes das tempestades.

Era tranquilo. E isso me bastou.

paz

2 respostas para “Paz”

  1. Silêncio quando acompanhado de paz é um dos sentimentos mais plenos e divinos, uma sensação de sermos etéreos, leves.

E você, o que pensa sobre isso?! Comente aí, vai...