Vestir-me-ei de primavera


Quando você chegar
estarei rodeada de flores
a exalar o perfume das chuvas

Franca e faceira
serei Musa: escreve sobre minha pele
com seus dedos angélicos
o momento presente

em cada palavra
coloca alma

Quando você me tocar
vou me abrir feito botão
e derramar gotas de orvalho – minhas lágrimas de gozo
a descer pelas pétalas e a molhar o chão
lençol verde, sob céu de estrelas

Meu nome é Hera
e em meus braços
preso por abraços
você dormirá

Meus olhos, miosótis
e na boca rósea, a sedução
dita pela palavra muda
dos lábios entreabertos

Liliácea e delicada
meus encantos
Maria-sem-vergonha
meu dom

Sou flor vestida de Primavera
a esperar você, meu fim
meu Verão

* Foto minha, do meu W810i

Uma resposta para “Vestir-me-ei de primavera”

E você, o que pensa sobre isso?! Comente aí, vai...