Um certo perfume no ar

Tem um tempo, mas me lembro como se fosse ontem. Eu já estava acordando, naquele estado de sonolência, cheia de preguiça, num sábado com gosto de domingo. Eu nada lembrava do sonho, apenas daquele aviso sussurrado sei lá por quem: não se esqueça, seu perfume é bergamota. E a voz repete pausadamente: Ber-ga-mo-ta. Acordei de vez. O aviso ficou lá, ecoando na mente, engraçado e profético. De onde tirei o tal perfume de bergamota? Mesmo porque eu não me deparo com bergamotas por onde passo… eu nem sei o que é bergamota!

Ainda meio entorpecida, como se ainda sonhasse, pego o Caderno Ela pra ler durante o café da manhã. BERGAMOTA. Tenho certeza de que li bergamota no meio de um texto qualquer naquele jornal. E lá estava ela, a tal bergamota, nota de saída, a cabeça do novo perfume Chanel.

Hoje, vindo pra agência, vejo na banca uma revista sobre perfumes. Uma das minhas paixões. Confesso que meu fraco é um cheirinho floral, levemente cítrico, mas com uma nota de fundo marcante, densa. Gosto de deixar um leve rastro. Algo muito sutil, que marca presença, sem nada impor…

A revista, uma edição especial da L’Officiel, é um guia completo com história, classificação, ingredientes e análise de 409 fragrâncias, organizadas por famílias olfativas. Nem preciso dizer que amei minha aquisição. Aí descubro um montão de perfumes que têm a bergamota como nota de saída. Aliás, fiquei sabendo o que é uma nota de saída!

Há quem prefira o cheiro da pele saída do banho. Eu sei. Em dias de verão, esse pode ser um afrodisíaco irresistível. Muitas vezes não uso perfume. Só o cheirinho de sabonete glicerinado, daqueles de bebê, sem fragrância alguma. Mas, um perfume diz muito sobre a nossa personalidade. Pra mim, é um acessório, um detalhe que completa a produção. E, assim, nada mais justo do que ter perfumes pra cada dia, humor, estilo.

Os meus, quase todos têm bergamota. Não pelo aviso, mas porque descobri ser esta a minha preferência.

Acqua Fresca, O Boticário. 1977.
Notas de saída: bergamota, limão siciliano e agulhas de pinho
Notas de coração: flor de laranjeira, jasmim, lavanda, alecrim
Notas de fundo: musgo de carvalho, cedro, almíscar, patchuli
Indicada para mulheres dinâmicas, extrovertidas e que agem com otmismo e afirmação.

Angel, Thierry Mugler. 1992.
Nota de saída: bergamota
Notas de coração: amora, mel e frutas vermelhas
Notas de fundo: patchuli, cumarina, baunilha, caramelo e chocolate
Pioneiro nas fragrâncias gourmand, aquelas que dão água na boca. É marcante e sedutora.

Gucci Rush, Gucci. 1999. (acho que o único que não tem bergamota!)
Notas de saída: frésia, gardência, cardamomo
Notas de coração: jasmim, rosa e pêssego
Notas de fundo: patchuli, vetiver, musk e baunilha
Superencorpada, expressa a atração irresistível impulsiva por outra pessoa, como o amor à primeira vista, intenso e físico.

212, Carolina Herrera.1997.
Notas de saída: bergamota, flor de laranjeira, mandarim
Notas de coração: camélia, gardênia e lírio
Notas de fundo: musk transparente
Para a mulher moderna e ativa, pronta pra qualquer situação.

Empório Armani Lei, Empório Armani. 1998.
Notas de saída: bergamota, cardamomo, angélica, mandarina
Notas de coração: heliotrópio, jasmim
Notas de fundo: baunilha, cedro, musk, sândalo
Com personalidade, sensual, marcante e femino.

Nesta lista faltam alguns prediletos, mas estes eu não conto.
A surpresa também faz parte do meu show…

Uma resposta para “Um certo perfume no ar”

  1. rá… ói as minhas bergamotas (uma coisa meio tangerininha) aqui ó:

    Emporio Armani White Feminino EDT 100 ml
    Uma fragrância lenhosa macia com notas de bergamota, menta, mandarins, folhas de cassis, folhas de figo verde, gengibre, cravo-da-índia, madeira branca e almíscar branco.

    BLV – Bulgari
    Oriental amadeirado, com notas de néroli, bergamota, cardamomo, flores de tabaco, galanga, Wengé e chocolate escuro.

E você, o que pensa sobre isso?! Comente aí, vai...