Alimento


Seja gentil, me abra.

Não force, apenas seja firme.

É neste processo que começa a beleza:

elementos em total harmonia.

 

Aprecie cada detalhe.

Observe as cores, os contrastes.

Deleite-se com o aroma.

Surpreenda-se com a textura.

 

É na sua boca que eu me revelo.

 

Meu sabor marcante é envolvente,

e o brilho do visgo, escorregadio.

 

Entregue-se a esta explosão de sabores.

Deixe que sua língua explore meus espaços.

 

Aí, então, vou deslizar por sua garganta

saciar sua fome,

ficar na sua memória.

 

E mesmo assim, satisfeito, você vai querer mais.

Uma resposta para “Alimento”

E você, o que pensa sobre isso?! Comente aí, vai...