Lady Luck

Não sou uma pessoa cética. Acho que nem seguidora de São Tomé eu sou! Talvez seja influência do meu signo – peixes – ou ainda uma introjeção. Vai saber?!

É fato que adoro a companhia de Lady Luck. Vejo pequenos sinais em todos os cantos. Dê um desconto: não sou das chatas de antolhos. Sei que posso construir coincidências metafísicas capazes de ligar qualquer grupo de fatos, pessoas ou objetos. Mas, vamos combinar? É muito mais divertido – e leve! – ver o lado bom das coisas. Acreditar que é possível já é quase a metade da solução de qualquer problema.

Se a sua vida não é simples, problema seu! De complexo, já basta o menu do meu celular. Prefiro seguir assim e rir-me das cotidianices do que amarrar uma carranca [e, acredite, quando fecho a cara, a coisa fica feia!].

Lady Luck está de braços dados com o meu bom-humor.

E assim, o sol volta a brilhar.

3 respostas para “Lady Luck”

  1. Vc diz: “Se a sua vida não é simples, problema seu! De complexo, já basta o menu do meu celular.” Pq vc ainda não viu o menu do meu celular, que tem de fazer curso na NASA e Sorbone!

    Concordo com você, ver o melhor sempre, pq se piora é pq tem de melhorar! 😛 beijos
    Wladi

  2. “Sei que posso construir coincidências metafísicas capazes de ligar qualquer grupo de fatos, pessoas ou objetos…”

    amei isso.

  3. Pode usar, se quiser!

    Quer saber, é uma das brincadeiras que mais gosto: construir coincidências! E faço até discurso pra defender minha teoria.
    [gargalhadas]

E você, o que pensa sobre isso?! Comente aí, vai...