A mulher sentimental

Redundâncias incontidas extrapolam para a tela do meu computador. Como falar de mulheres sem falar de sentimentos? Somos inseparáveis. Aliás: mulheres são feitas de sentimento, assim como suspiros são de açúcar!

Pelo menos, ela era. Não somos todas, afinal?

Mas, seus quereres eram coloridos, quase sempre, pelas mais fortes das emoções. Sempre foi assim. O tempo só fez apurar tanto sentir.

Com palavras, pintava cenas que bem poderiam ter saído de uma tela de Frida Khalo ou de um filme de Almodóvar. Especializou-se nas cores sentimentais, carregadas de vermelho visceral.

Intensa. É assim que gostava de ser. E da vida queria o que havia de mais quente, mais apimentado: queria tempero! Porque não podia acordar todos os dias para uma existência morna, plácida, medíocre. Queria ápices.

Na ilusão de construir seu castelo azeitado, ela perdeu todas as chances de saborear uma vida plena. Deixou passar a lição de que a felicidade está na média de todos os dias, no caminho do meio. Mal sabia ela que o clímax ardentemente desejado encerraria as cortinas daquele espetáculo, no exato momento em que a mocinha fechasse os olhos.

Eu ainda procuro por aquele que acalmará as marés de dentro de mim. E essa minha busca tem trilha sonora…

For The First Time
Rod Stewart

Are those your eyes
Is that your smile
I’ve been looking at you forever
Yet I never saw you before

Are these your hands
Holding mine
Now I wonder how
I could have been so blind

(Chorus)
For the first time
I am looking in your eyes
For the first time
I’m seeing who you are
Can’t believe how much I see
When you’re looking back at me
Now I understand what love is, love is
For the first time

Can this be real
Can this be true
Am I the person I was this morning
And are you the same you

It’s all so strange
How can it be
And all along this love
Was right in front of me

(Chorus)

Such a long time ago
I had given up on finding
This emotion ever again
But you’re here with me now
Yes I’ve found you some how
And I’ve never been so sure

(Chorus)

For the first time

Uma resposta para “A mulher sentimental”

  1. querer é poder uai! procura nos meus posts minhas cartas ao cosmo. ele me atendeu, só que mandou um cara maluco. lembre-se, mire-se no meu exemplo (para não fazer igual); ou seja, BE SPECIFIC!
    (e deixe ‘o segredo’ fazer os seus 10% do negócio, e você trate de fazer os outros 90%, táaaaaaaaaaaaaa?)

    bisous torcedores,

    [eu só comento porque eu gosto muitíssimo de você: olha a palavra que me apareceu pra digitar – huvuqhec. niguém merece!rsrsrs]

E você, o que pensa sobre isso?! Comente aí, vai...