Lulus Rules

Querido diário, ontem saí com umas amigas. Anna, Rennas, Patty e eu [a única a não ter letra dupla!] passamos horas a falar mulherices…

Se eu contasse tudo o que nós, mulheres, conversamos, você – definitivamente – ficaria encabulado. Porque é verdade: mulheres falam muitas besteiras quando estão juntas. Vou negar pra quê? O papo começa com amenidades e sempre [sempre] descamba. Mas nunca falamos futilidades!

Mulheres falam de sentimento. Mesmo que o assunto em voga seja a falta dele. Conversamos sobre tudo o que nos faz sentir – sobre aquele modelito na vitrine fashion, o jantar de ontem à noite, o carinha da semana passada, sobre chefes e clientes, e até mesmo sobre o grande amor de nossas vidas. Não há assunto-tabu. Não há tema predileto – porque o descambo é inevitável – então, TODOS os temas levam ao mesmo lugar.

O papo de mulher nem sempre é igual. Não radicalize, nem generalize. Você vai se enganar. Embora a gente sempre fale de sentimentos, o papo entre amigas é um. Com colegas de trabalho, outro completamente diferente. Entre mulheres que se encontram no cabeleireiro, então, nem se comenta. A habilidade de verbalização e a extensa lista de palavras que conhecemos – e dominamos – fazem o assunto render e se desdobrar em diversas direções. Cada papo é O Papo. E como apenas 7% da comunicação é a palavra escolhida, por mais que falemos sobre as mesmas coisas, nunca falaremos AS MESMAS COISAS. A diferença está nos 93% que nossa personalidade única imprime na comunicação. Entendeu?

Mulheres adoram falar [!]. Amam mais ainda falar besteiras. E como é rico nosso papo! São caras e bocas dignas do Oscar. Entonações que mudam completamente o significado da palavra. E, quando entre amigas de verdade, uma telepatia de fazer inveja! Basta um olharzinho de lado e já traduzimos parágrafos completos!

Muitas vezes, um papo entre amigas é mais produtivo do que meses de terapia!

Por tudo isso eu guardo alguns dias Santos – não troco [por quase nada!] os encontros com minhas amigas. Tudo começou com a Terça-Santa – uma vez por mês nos encontramos num bar da zona sul carioca. O garçon, Genésio, faz cara de armário todas as vezes que pesca um assunto-descambado! [É o máximo]. Semanalmente tem o Chopp de Quinta, quando encontro a amiga-gêmea pra colocar o papo em dia. Ela é de Petrópolis, e sempre traz amigos para um interessante rodízio de idéias. Agora, acabei de instituir o Lulus Rules, nas tardes livres de domingo. O dia light é pra esconder o mais científico encontro de amigas. Este pode até dar livro, de tão fundamental que é!

Incautos, mulherices à parte, Lulus Rules é bomba-atômica-pimenta-malagueta.

Aguardem. Doces frutos serão aqui publicados.

5 respostas para “Lulus Rules”

  1. :*)

    [e porque não rodízio de amigos? gargalhadas. a gente já assumiu que o papo descamba mesmo… hahahahahah. boa semana querida! hasta la quinta, baby!]

  2. Biaaaaa, adorei!!! realmente a terça santa é inspiradora…e o garçon, hehehe, qq um ia querer estar no lugar dele, talvez ele até troque seu dia de folga…
    amei!!!espero q possamos inspirá-la por muitos e muitos anos! bjsss Chris.

  3. Bia, A-M-E-I!!! Primeira vez que visito o seu blog e simplesmente adorei. Dia 03 tem mais. Espero te encontrar lá. Bjs saudosos, Sylvia.

  4. Amiga linda, só vc mesmo para escrever sábias palavras!! Meu Deus… Estou louca para chegar dia 3 de julho: estou morrendo de saudades de vcs; dos papos; das fotos; dos garçons… rsrs!!! Te adoro muito e continue escrevendo… estarei sempre por aqui. Um beijo carinhoso, Bi

E você, o que pensa sobre isso?! Comente aí, vai...