Meu velho tênis

Hoje acordei meio Forest Gump. Não no sentido de contar histórias, o que já faço todos os dias. Mas com aquela vontade louca de andar, de usar meu velho tênis-de-corrida-que-não-combina-com-nada-do-meu-armário.

Logo imaginei várias andanças. Ainda de olhos fechados, percorri caminhos, passei por muitas árvores, subi encostas, desci pirambeiras. Até senti um ar fresco nos cabelos e o geladinho da areia sob os pés, na beira da praia. Respirei fundo. Nesta hora, me enchi com toda a vida do mundo. Senti passar pelos meus pulmões, as histórias que nunca vou escrever.

Ficou na boca um gostinho-de-quero-mais.

Levantei atrasada. Tenho certeza de que não descansei com o sono, mas que ganhei energia com este daydream.

2 respostas para “Meu velho tênis”

  1. Já eu, minha linda amiga, acordei morgada, cansada. Caminhar hoje só em sonho. Se bem que posso acordar cansada de novo. Melhor não. rs.

    beijocas.
    saudades loucas.

  2. culpa do tênis. tenho um igual e só de olhar pra ele tenho ótimos pensamentos de como seria bom se…
    poisé? e não combina nada mesmo com meu guarda-roupa. vai que é por isso!!!!

E você, o que pensa sobre isso?! Comente aí, vai...